“Amigos,

Nós da Frente 3 de Fevereiro e Afrofuturismo estamos lançando nosso novofilme “ARQUITETURA DA EXCLUSÃO” (15 min) em São Paulo.

No início deste ano (2010) passamos uma longa temporada no Rio de Janeirotentando descobrir como fazer este filme. Sem roteiro ou plano de filmagem, entre o Pedregulho (residência artística no prédio doReidy) e o Santa Marta inventamos uma trajetória em movimento.

Muros, UPPs, Arquitetura da Exclusão… neste trabalho, assim como em muitos outros, vivemos um risco tátil de morte. Morte em todos osníveis. Um risco não só em relação à situação deinvestigação-ação – o risco de ser baleado quando apontamos acâmera para policial – mas principalmente o risco sorrateiro denão existir. O risco de simplesmente tornar-se invisível para osoutros e para si no discurso do silêncio. Uma morte por isolamento.

O que acontece quando não somos capazes de sentir reverbarações do quecriamos? Que lugar é este onde vamos quando não temos como pensarjuntos? Como encontrar um canto que possa abraçar este espasmo? Como lidar com o desespero destas lutas pela vida? Como viver este não-lugar?

É como se tudo se reduzisse ao exílio dentro de si mesmo. E a lógica da guerra se reproduz mais uma vez no espetáculo midiático da invação do Complexo do Alemão e com a ocupação do exército no Rio deJaneiro.

Artistas produzem aos gritos para o silêncio. Cartografias do apagamento ali, e logo aqui descobrimos a nossa amnésia.

…”

Grupo Frente 3 de Fevereiro

Anúncios